O Ibope aponta que 89% da população brasileira consome esse meio de comunicação.

RÁDIO, O VEÍCULO QUE MAIS SE REINVENTA, SEGUE NO TOPO DA AUDIÊNCIA

Com o avanço das novas mídias, o futuro dorádio é tido por alguns como incerto. Há alguns anos, vem se discutido amanutenção deste meio como fonte de renda para as empresas de comunicação e,também, como canal de informação, música e entretenimento. Afinal, os canaismusicais on-line, podcasts e aplicativos estão cada vez mais disseminados. Maso que faz o rádio, em 2019, ainda ser um forte veículo de massa?

O Ibope aponta que 89% da populaçãobrasileira consome esse meio de comunicação. A pesquisa foi aplicada em 13regiões metropolitanas e traçou o perfil do ouvinte, além de seus hábitos deconsumo. Uma característica forte deste veículo é a abrangência. Você podeestar sintonizado a qualquer momento e em qualquer lugar. Para se ter umaideia, segundo o levantamento da audiência de rádio da Kantar IBOPE Media,cinquenta e dois milhões de indivíduos estão, diariamente, ligados nasprogramações por 4h36 em média.O jornalista e professor da UniversidadeFederal de Juiz de Fora, MárcioGuerra, afirma que o rádio nunca vai acabar. O especialista, que tem orádio como uma de suas paixões, faz um diagnóstico das faces deste meio decomunicação. “O rádio se reinventa a cada dia, sem perder a sua essência. Suaqueda se deu muito mais por conta de más gestões dos donos do que do veículo edos radialistas e jornalistas que o fazem. O rádio continua sendo interativo,veloz, responsável, amigo, parceiro dos seus ouvintes. Os seus críticos já nãoencontram mais argumentos para anunciar seu fim, porque a cada mudança tecnológicaele as incorpora e se mantém firme”, enfatiza.Da mesma forma a professora deradiojornalismo da Estácio, Tâmara Lis, acredita que o rádio ainda semostra importante e presente no cotidiano das pessoas porque ele é, como bemdisse Cyro César, a mídia da emoção. “A relação que se estabelece entre olocutor/radiojornalista e o ouvinte é de cumplicidade, companhia e confiança.Uma relação de afeto mesmo. 

Embora tenhamos muitos recursos para nos informarainda faz bem ouvir a voz de outra pessoa nos contando a notícia”. Para adoutora em comunicação, o fato do rádio falar, prioritariamente, das notíciaslocais cria também a sensação de pertencimento, o que gera o prazer de nos versendo importantes o suficiente para sermos noticiados e também reconhecidos emnossas conquistas. “A comunicação pelo rádio, seja vinda de um aparelho antigo,ou via satélite, se manterá viva e forte enquanto ainda houver do outro lado dorádio gente'', destaca.


https://talksat.com.br/noticias/post/2019/02/07/radio-o-veiculo-que-mais-se-reinventa-segue-no-topo-da-audiencia

Fotos

Outras Notícias

Previsões para o Brasil em 2019: Saiba o que pode rolar no futuro do País

É bom começar 2019 com todo o ânimo, porque esse anopromete, hein! É Ano de Marte, então pode esperar por muita emoçã...

FIM DE ANO CHEGANDO... ANUNCIE AQUI!

QUEM NÃO É VISTO, NÃO É LEMBRADO. ANUNCIE NO RÁDIO.MARACAÍ FM - 97,5mhz.ITAQUIRAÍ - MS

Compras de Natal devem injetar R$ 53,5 bilhões na economia em 2018

O Natal de 2018 deve movimentar R$ 53,5 bilhões em compras, segundo previsão do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC B...

Feriadão deve colocar mais de 265 mil veículos nas rodovias de MS

O feriado do Dia da Divisão do Estado, comemorado no dia 11, quinta-feira, e Dia da padroeira do Brasil, Nossa Senhor...

Está no AR a Maracaí FM, primeira Rádio comercial de Itaquiraí/MS - 97,5Mhz

São 3.000 watts de alcance com cobertura da maioria dos municípios do Conesul (Navirai, Itaquirai, Eldorado, Iguatemi...